O que é governança de TI e por que sua empresa precisa disso?

Por 3 de setembro de 2020Governança de TI, Infraestrutura de TI

Muito se fala em governança de TI como uma das práticas que podem dar mais eficiência e praticidade dentro de uma empresa, mas para muitos a sua definição ainda pode ser um pouco confusa. 

A governança de TI consiste em um desdobramento da governança corporativo, porém com foco específico no setor de tecnologia buscando alinhar os procedimentos e funcionamento de acordo com normas e políticas estratégicas pré estabelecidas na empresa.

Vamos falar um pouco mais sobre o que é governança de TI e porque a sua empresa precisa implantá-la para aprimorar o seu dia a dia e alcançar objetivos ainda maiores. Continue lendo!

O que é governança de TI?

A governança de TI é responsável por nortear os procedimentos dentro da TI, alinhando-os com os objetivos estratégicos da empresa. Trata-se de estabelecer definições de como deverá ser o funcionamento do setor e verificar a conformidade com as normas e políticas da empresa. 

Qual a diferença entre governança e gestão?

Embora ambos cargos sejam de posicionamento estratégico e de gerenciamento, seu funcionamento não é exatamente o mesmo. Enquanto a governança busca determinar o funcionamento do setor de TI e alinhá-lo aos objetivos da empresa por meio da conformidade com normas e políticas, a gestão busca garantir que o desempenho do setor esteja em dia, além de implantar novas soluções, gerenciar a equipe, estar atento à satisfação dos usuários e clientes e promover a transformação digital no setor. 

Por que a minha empresa precisa de uma governança de TI?

Toda empresa deve funcionar em sincronia com todos os seus departamentos, com transparência de informações e objetivos alinhados. A governança de TI pode ser de grande ajuda para tornar essa comunicação ainda mais clara. 

Mantendo os setores alinhados

O responsável pela governança de TI busca, primeiramente, manter o setor de TI alinhado aos objetivos estratégicos definidos pela equipe de planejamento e direção da empresa, mas ao mesmo tempo precisa fazer com que os outros departamentos também estejam à par das conquistas e mudanças por meio da tecnologia e inovação. 

É importante que o setor comercial, por exemplo, esteja atento aos avanços realizados na TI, tendo um conhecimento mais profundo dos serviços e produtos para poder oferecê-los como um diferencial no mercado. 

Padronização e otimização

Outro ponto de grande ajuda da presença de uma governança de TI eficiente na empresa é a padronização de processos e definição de métricas verificáveis mais palpáveis para avaliar o trabalho realizado. 

A segurança da informação também se beneficia dessa governança, considerando que as regras e medidas de segurança devem seguir certos procedimentos para garantir a estabilidade e aumentar a segurança das informações. 

Os custos dos projetos também são otimizados, pois a escolha e o apontamento de demandas de forma estratégica pode gerar redução de gastos, otimização na utilização de recursos, mão de obra e do tempo de trabalho dos colaboradores. 

Como implantar da governança de TI?

Para implantar uma governança de TI eficiente é preciso ter em mente que é necessário um planejamento estratégico claro e objetivo, com ações para curto, médio e longo prazo. A governança deve estabelecer como o setor de TI deve operar para atingir os objetivos da empresa, de forma que possa priorizar certas atividades, automatizar e padronizar processos etc. 

Existem métodos eficientes que podem acelerar essa implantação, com a utilização de frameworks de processo. O uso desses modelos são de grande ajuda e apontam para alguns marcos mais específicos:

  • Maior velocidade de implantação
  • Melhoria na comunicação da empresa
  • Estabelecimento de avaliações de conformidade mais práticas
  • Maior disponibilidade de treinamentos e cursos
  • Melhoria no sistema de contratação
  • Facilidade de contratar serviços e produtos

Dentre os vários benefícios citados da implantação de uma governança de TI eficiente na empresa, podemos destacar a maior clareza de informações, sincronia entre os setores e, consequentemente, possível otimização de recursos, padronização de tarefas e maior conformidade com regras e políticas da empresa. 

Gostou do nosso post? Assine a nossa newsletter para receber mais dicas de processos e metodologias de TI que possam ajudar a sua empresa a otimizar ainda mais o dia a dia de trabalho!